<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d12023629\x26blogName\x3dPharm%C3%A1cia+de+Servi%C3%A7o\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://pharmaciadeservico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttps://pharmaciadeservico.blogspot.com/\x26vt\x3d5339164314434841800', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Pharmácia de Serviço

Há remédio para tudo ... pharmaciadeservico_at_gmail.com

Seria, de todo, conveniente saber-se

quinta-feira, 4 de março de 2021

Visto que o dito Relatório da sevícias* praticadas pela corja de comunas que, durante o prec, cavalgou o poder à redea solta, que repousava no Arquivo Histórico da Presidência da República, já foi desclassificado pelo Prof. Marcelo, deixando de ser um documento secreto, "estado catatónico" em que tinha sido colocado por (decisão de) um anterior presidente da república, agora seria mesmo muito útil e instrutivo saber-se, concretamente, quem foi o tal presidente que quis, deliberadamente, escamotear qualquer possibilidade do acesso a uma importante memória desse tempo de selvajaria. Um palpite: o Prof. Cavaco não terá sido, de certeza...

* Relatório da Comissão de Averiguação de violências sobre presos sujeitos às autoridades militares (INCM, Julho 1976)

Para que a memória se mantenha viva

segunda-feira, 1 de março de 2021

Cumprem-se, a 1 de Março, 25 anos sobre a aprovação pela maioria parlamentar composta pelo PS e pelo PCP, da amnistia aos condenados das Forças Populares 25 de Abril (FP-25 de Abril) – o maior grupo terrorista criado em Portugal em democracia e responsável, em gravidade e quantidade dos crimes perpetrados, pelo maior número de acusados, pelo maior volume de roubos e o maior numero de vítimas mortais.

A história das FP-25 de Abril é, antes de mais, a história das suas vítimas. Quatorze cidadãos inocentes, dois terroristas mortos em assaltos a bancos e um outro assassinado, por vingança, por se ter tornado dissidente da organização.

Ora digam lá...

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Aquilo que a rubrica "polígrafo sic" mais o tipo que a apresenta fazem não é a mais descarada forma de, a pretexto de averiguar a veracidade do que lá passam (de acordo com as suas conveniências), fazer o "trial by media" mais tendencioso e despuduroado de tudo o quer não caia no goto da esquerda e do politicamente correcto, tranformando-se na encapotada apologética da esquerda e na explicita perseguição de tudo o que não seja esquerdalho  ... ???

Porque é que não se arranja para aí um "poligrafo" qualquer para "julgar" o "poligrafo sic" com a mesma lisura de métodos que ele usa...???

Dizem que pode ser uma espécie de censura...

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Perante o manifesto interesse da questão, e tendo em conta que se trata da opinião de Maria de Fátima Bonifácio (que por ser sabedora, objectiva e destemida causa sempre engulhos à esquerda) o público para evitar maior divulgação ao artigo de hoje da referida autora, onde ele zurze a luminária que é ascenso simões, restringe o acesso aos assinantes do dito jornal. 

Contudo compreende-se a restrição: quem assina o público deve estar mesmo precisado de que lhe abram a cabeça...

Ai tão independentes, tão "não-lambotas" que eles são todos...

Mesmo sabendo a importância da informação sobre a pandemia, não podemos aceitar o apontar incessante de culpados, os libelos acusatórios contra responsáveis do Governo e da DGS, as pseudonotícias (que só contribuem para lançar o pânico) sobre o “caos” nos hospitais, a “catástrofe”, a “rutura” sempre anunciada, com a hipotética “escolha entre quem vive e quem morre”, a sistemática invasão dos espaços hospitalares, incluindo enfermarias, a falta de respeito pela privacidade dos doentes, a ladainha dos números de infetados e mortos que acaba por os banalizar, o tempo de antena dado a falsos especialistas, as entrevistas feitas a pessoas que nada sabem do assunto, as imagens, repetidas até à náusea, de agulhas a serem espetadas em braços, ventiladores, filas de ambulâncias, médicos, enfermeiros e auxiliares em corredores e salas de hospitais. Para não falar das mesmas imagens repetidas constantemente ao longo dos telejornais do mesmo dia ou até de vários dias, ou da omnipresença de representantes das mesmas corporações profissionais, mais interessados em promoção pessoal do que em pedagogia da pandemia.

Assim se vê de que raça é essa organização...

A Amnistia Internacional deixou de considerar Alexei Navalny como “prisioneiro de consciência”, devido a comentários nacionalistas e xenófobos feitos pelo opositor russo no passado

Espantoso

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

Vá-se lá saber porquê a tvi decidiu dar tempo de antena em horario nobre ao tipo que diz "o meu anticolinialismo vem-me das vísceras" - o que de imediato bem revela a origem e a qualidade das suas ideias e do seu discurso...

Epílogo...

terça-feira, 23 de fevereiro de 2021




Mais um desastre...

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Não conseguindo "assaltar" a câmara de lisboa, rio queria por força conquistar a câmara do porto, que já tinha sido sua. Seria uma natural prova de força e de vitalidade do partido.

Acontece que na câmara do porto está um "senhor da guerra" que foi para lá à frente do seu próprio exercito, sabendo-se também, de ciência certa, que para se manter lá não precisa dos préstimos do exércitos do outros. 

Enfim. Um daqueles gajos incómodos que não aceita a "oferta" de concorrer em lista partidária a troco de "protecção"... Visto que não se dispõe a pagar o "pizzo", vai saber o que custa a vida.

Vai daí o ps mais o inevitável e triste psd juntaram-se para alterar a lei eleitoral de modo a criar obstáculos às candidaturas de "listas de cidadõs eleitores". Visavam especialmente, mas não só, o presidente da câmara do porto (que causa engulhos a ambos) e alteraram a lei eleitoral para as autarquias locais de modo a colocar-lhe pedregulhos no caminho, a ver se ele não era eleito. 

Só que o homem é dos tesos, consegue ter (alguma) comunicação social, e veio para a rua pôr a boca no trombone, logo secundado por comentadores que quando a lei foi aprovada nada disseram da sua bondade..., ameaçando mesmo criar um partido politico se tal fosse necessário para poder concorrer à câmara...

Benditas palavras...!!! Ficou logo tudo de orelhas no ar... 

E o ps, vendo que a coisa podia dar para o torto, recuou de imediato e dispõe-se já a alterar a lei, deixando o psd sozinho. E se o psd não aceitar alterar a lei será ele então culpado de todas as dificuldades levantadas às candidaturas de cidadãos eleitores.

Quem sabe, sabe. E o ps é que sabe...