<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d12023629\x26blogName\x3dPharm%C3%A1cia+de+Servi%C3%A7o\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://pharmaciadeservico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttps://pharmaciadeservico.blogspot.com/\x26vt\x3d5339164314434841800', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Pharmácia de Serviço

Há remédio para tudo ... pharmaciadeservico_at_gmail.com

A ler...


O caso Robles é mais grave do que um processo como o de Sócrates e apaniguados. Não é apenas o obscuro vereador quem está em causa. Por ele, teria provavelmente repetido a lenga-lenga habitual de que não fizera nada de «ilegal». Foi porém obrigado a demitir-se: porquê? Os grandes «manitus» do BE tentaram defender o indefensável. A estas horas, talvez tenham percebido a diferença entre «legal» e «legítimo»: a geringonça é legal mas politicamente ilegítima, pois é sabido que, no caso de o PS ter anunciado essa futura aliança, não teria tido os votos que teve!

(...) 

... aquilo que o BE tem para vender no mercado das ideologias, após a fusão de várias correntes sem sucesso, não passa da enésima adaptação ao gosto das novas gerações urbanas das eternas aspirações igualitárias, outrora propagandeadas pela esquerda mas sem êxito em parte alguma até hoje!

Na realidade, este tipo de organização não é um verdadeiro partido. É um leque de movimentos de opinião mais dependentes da comunicação social e das redes internéticas do que de uma efectiva base de classe fora da alta e média burguesia, cujos filhos têm cada vez mais dificuldade em vender os diplomas no mercado de trabalho, sobretudo em países cujas economias não se modernizaram como Portugal

Manuel Villaverde Cabral, no Observador
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

» Enviar um comentário