<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d12023629\x26blogName\x3dPharm%C3%A1cia+de+Servi%C3%A7o\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://pharmaciadeservico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttps://pharmaciadeservico.blogspot.com/\x26vt\x3d5339164314434841800', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Pharmácia de Serviço

Há remédio para tudo ... pharmaciadeservico_at_gmail.com

Ainda efeitos dos excessos da Páscoa...


Os inteligentes coordenadores distritais do Bloco de Esquerda (BE) de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Santarém e Viseu exigem que o ministro Luís Filipe Castro Mendes substitua de imediato Celeste Amaro, já que esta "demonstrou não saber estar à altura da dignidade do cargo para o qual foi nomeada" porque simplesmente sublinhou o facto de uma companhia teatral de Leiria funcionar sem "pedir dinheiro" ao Estado...

 Os mesmos inteligentes, contudo - porque ainda devem estar de ressaca do "compasso", coitados, que aquilo é violento - parece que se esqueceram que é esse mesmo ministro do governo socialista, que tanto apoiam e lambem, que fez com que, no âmbito do Programa de Apoio Sustentado às Artes 2018-2021, das 89 estruturas que se apresentaram a concurso, apenas 50 recebessem o apoio do Estado, ficando excluídas, por exemplo, todas as companhias de teatro de Coimbra e Évora, o Teatro das Beiras, da Covilhã, e ainda o Teatro Experimental de Cascais (TEC), dirigido por Carlos Avilez.

Ou seja: os inteligentes querem "sanear" uma senhora por apenas ter sublinhado o facto de uma companhia teatral conseguir funcionar sem pedir subsídios, mas, muito convenientemente, esquecem-se completamente (e calam-se) de que "só" na região centro foram deixadas sem financiamento todas - repete-se, todas - as companhias de teatro de Coimbra, bem como o Teatro das Beiras, da Covilhã (para além de muitas outras por todo esse país...)...
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

» Enviar um comentário